Google+ Followers

sábado, 31 de janeiro de 2015

Esvaziar



Todos os anos, há um momento em que olhamos nos­sos armários com um olhar crítico. 
Olhamos aquelas roupas que não usamos há tanto tempo. 
Aquelas que tiramos do cabide de vez em quando, vestimos, olhamos no espelho, confirmamos mais uma vez que não gostamos e guardamos de volta no armário.
Aquele sapato que machuca os pés, mas insistimos em mantê-lo guardado. 
Há ainda aquele terno caro, mas que o paletó não cai bem, ou o vestido “espetacular”, que ganhamos de presente de alguém que amamos, mas que não combina conosco e nunca usamos. 
Às vezes, tiramos alguma coisa e damos para alguém, mas a maior parte fica lá, guardada sabe-se lá o porquê.

Um dia, alguém me disse para me livrar de tudo o que não uso e que isso me faria bem.
Acontece que nosso guarda-roupa não é o único lugar da vida onde guardamos coisas que não nos servem mais. 
Temos um guarda-roupa desses no interior da mente e po­demos dar uma olhada séria no que guardamos lá.
Experimente esvaziar e fazer uma limpeza naquilo que não lhe serve mais. 
Jogue fora ideias, crenças, maneiras de viver ou experiências que não lhe acrescentam nada e lhe roubam energia. Faça uma limpeza nas amizades, aqueles amigos cujos interesses não têm mais nada a ver com os seus.
Aproveite e tire do seu “armário” aquelas pessoas negativas, tóxicas, sem entusiasmo, que tentam lhe arrastar para o fundo dos seus próprios poços de tristezas, ressenti­mentos, mágoas e sofrimento. 
A insegurança dessas pessoas faz com que busquem outras para lhes fazer companhia, e lá vai você junto com elas.
Junte-se a pessoas entusiasmadas que o apoiem em seus sonhos e projetos pessoais e profissionais. 
Não espere um momento certo, ou mesmo o final do ano, para fazer essa “faxina interior”. 
Comece agora e experimente aquele sentimento gostoso de liberdade.
Liberdade de não ter de guardar o que não lhe serve. Liberdade de experimentar o desapego. 
Liberdade de saber que mudou, mudou para melhor, e que só usa as coisas que verdadeiramente lhe servem e fazem bem.

Fonte: internet. Enviada por Edeli Arnaldi e publicada por Wilson Meiler


quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Torta de Banana

Provei esta torta, num aniversário que fui, há poucos dias.
De várias sobremesas que tinham, esta foi a que mais gostei.
Como consegui a receita, estou repassando para vocês.
É uma sobremesa que vem de mãe para filha.

Torta de Banana
 
08 a 10 bananas
3 ovos
2 xícaras de açúcar
2 colheres de sopa de manteiga
1 copo de farinha de trigo com fermento
1 lata de leite moça
 
Preparo:
 
Bater o açúcar com a manteiga e em seguida adicionar os ovos inteiros.
Depois põe a farinha de trigo.Bate bem.
A massa está pronta.
Fritar as bananas normalmente.
Untar um pirex com manteiga e depois polvilhar com farinha de trigo. Espalhar a massa num pirex grande para massa ficar baixa. Espalha no fundo e nos lados.
Depois colocar as bananas fritas (por cima da massa).
E por fim, adicione o leite por cima das condensado bananas.
Levar ao forno pré-aquecido por mais ou menos 20 minutos. Cuidado para não secar.
De preferência, servir quente.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Livro "Sorrir é o melhor remédio"

Lê Diniz comentou no seu blog sobre um livro intitulado “Sorrir é o melhor remédio”, de autoria de Thais Macedo M. Sarapu. E escreveu: “este post é dedicado a uma amiga querida, a Thais, autora do livro em questão! Uma mulher alegre, jovem, cheia de vida, batalhadora, que escreveu um livro sobre suas memórias, sua felicidade, seu amor pela vida, pelo marido e pela família, mas também sobre a sua dolorosa, porém libertadora, enriquecedora e contínua luta contra um câncer! Ela é uma inspiração e um grande exemplo para mim!”. Como trabalho numa biblioteca, interessei em adquiri-lo, para colocar no nosso acervo. Não encontrei no mercado para venda. Prontamente Lê Diniz conseguiu um exemplar e me mandou. Já li e gostei. Agora, já se encontra disponivel numa das estantes da "minha" biblioteca. Fica então aqui a dica.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Sem computador

Quase um mês sem postar nada, mas o motivo é que meu computador, que já era velhinho, deu problemas. Levei para conserto, mas disseram que não valeria a pena gastar com ele. Estou pesquisando preços para comprar outro. Este é o problema de não ter vindo por aqui. Tenho lido os posts de vocês, quando possivel. Neste momento, estou num computador alheio. Desejo um 2015 maravilhoso para todos vocês.