Google+ Followers

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Tudo que vicia começa com "C"


Luiz Fernando Veríssimo   


Por alguma razão que ainda desconheço, minha mente foi tomada por uma ideia um tanto sinistra: vícios.

Refleti sobre todos os vícios que corrompem a humanidade. Pensei, pensei e,de repente, um insight: tudo que vicia começa com a letra C!

De drogas leves a pesadas, bebidas, comidas ou diversões, percebi que todo vício curiosamente iniciava com cê.

Inicialmente, lembrei do cigarro que causa mais dependência que muita droga pesada. Cigarro vicia e começa com a letra c. Depois, lembrei das drogas pesadas: cocaína, crack e maconha. Vale lembrar que maconha é apenas o apelido da cannabis sativa que também começa com cê.

Entre as bebidas super populares há a cachaça, a cerveja e o café. Os gaúchos até abrem mão do vício matinal do café mas não deixam de tomar seu chimarrão que também - adivinha - começa com a letra c.

Refletindo sobre este padrão, cheguei à resposta da questão que por anos atormentou minha vida: por que a Coca-Cola vicia e a Pepsi não? Tendo fórmulas e sabores praticamente idênticos, deveria haver alguma explicação para este fenômeno. Naquele dia, meu insight finalmente revelara a resposta. É que a Coca tem dois cês no nome enquanto a Pepsi não tem nenhum.

Impressionante, hein?

E o computador e o chocolate? Estes dispensam comentários. Os vícios alimentares conhecemos aos montes, principalmente daqueles alimentos carregados com sal e açúcar. Sal é cloreto de sódio. E o açúcar que vicia é aquele extraído da cana.

Algumas músicas também causam dependência. Recentemente, testemunhei a popularização de uma droga musical chamada "créeeeeeu". Ficou todo o mundo viciadinho, principalmente quando o ritmo atingia a velocidade. cinco.

Nesta altura, você pode estar pensando: sexo vicia e não começa com a letra C. Pois você está redondamente enganado. Sexo não tem esta qualidade porque denota simplesmente a conformação orgânica que permite distinguir o homem da mulher. O que vicia é o "ato sexual", e este é denominado coito.

Pois é. Coincidências ou não, tudo que vicia começa com cê. Mas atenção: nem tudo que começa com cê vicia. Se fosse assim, estaríamos salvos pois a humanidade seria viciada em Cultura.

15 comentários:

  1. Esse texto é legal!!Veríssimo é muito bom!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Adorei a crônica, que também começa com C!!rssrs
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana, tudo bem?
    Bacana demais o texto do Veríssimo.
    Tamanha imaginação pra escrever algo tão interessante.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana,
    Já tinha lido esta crônica e gostado muito. Foi ótimo relê-la!
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderExcluir
  5. OI ANA,MUITO BOM PARABENS...ADOREI SEU BLOGUINHO E AGORA EU TO CONTIGO,BEIJOCAS ESPERO SUA VISITA.
    BEIJOCAS,FIQUE BEM.

    ResponderExcluir
  6. Oiii Ana, tudo bem? Olha adorei o texto, interessante! Vi a festa da Isadora e achei tudo muito lindo e fofo! E as dicas também umas já estou fazendo por aqui! Beijos querida e um ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  7. Bom Dia Ana.
    Seu texto é bem esclarecedor
    faz muita a gente pensar e refletir.
    Desejo um feliz final de semana beijos,Evanir

    ResponderExcluir
  8. Tem vícios que até faço questão de ter.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ana,
    Muito interessante o texto, adorei!
    Ah, menina, pois é, a indecisão não me deixa,rsrs, mas vou ter que escolher minha nova casa, a qualquer momento. obrigada pela visitinha e um ótimo fds pra você!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Noossa Ana, muito genial esse texto, obrigada por compartilhar, um lindo final de semana prá ti, obrigada pela visitinha, bjos.

    ResponderExcluir
  11. A crônica é ótima... então o vívio cultura que começa com C, só algumas pessoas são viciadas nela... que nem nós,né Ana Maria???
    abs...

    ResponderExcluir
  12. Bom dia!
    Amei o texto e digo: meu cicio tambem começa com "C"
    cuido de crianças minha profissão no qual curto muito!
    Aabraços

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!
Deixe aqui seu comentário ou entre em contato comigo pelo e-mail bragamaral@uol.com.br.
Agradeço, Ana Maria