Google+ Followers

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Amigos



Um jovem recém-casado estava sentado num sofá num dia quente e úmido, bebericando chá gelado durante uma visita ao seu pai. Ao conversarem sobre a vida, o casamento, as responsabilidades da vida, as obrigações da pessoa adulta, o pai remexia pensativamente os cubos de gelo no seu copo e lançou um olhar claro e sóbrio para seu filho..
- Nunca esqueça de seus amigos, aconselhou! Serão mais importantes à proporção que você for envelhecendo.. Independentemente do quanto você ame sua família, os filhos que porventura venham a ter, você sempre precisará de amigos. Lembre-se de ocasionalmente ir a lugares com eles; faça coisas com eles; telefone para eles...

Que estranho conselho, pensou o jovem! Acabo de ingressar no mundo dos casados. Sou adulto. Com certeza, minha esposa e a família que iniciaremos serão tudo o que necessito para dar sentido à minha vida! Contudo, ele obedeceu ao pai. Manteve contato com seus amigos e anualmente aumentava o número de amigos. À medida que os anos se passavam, ele foi compreendendo que seu pai sabia do que falava e foi sentindo que os amigos eram os baluartes de sua vida..
Passados mais de 50 anos, eis o que aprendeu:

O Tempo passa.
A vida acontece.
A distância separa.
As crianças crescem.
Os empregos vão e vêem.
O amor fica mais frouxo.
As pessoas não fazem o que deveriam fazer.
O coração se rompe.
Os pais morrem.
Os colegas esquecem os favores.
As carreiras terminam.

Mas..... os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo e quantos quilômetros estejam entre vocês.

Um amigo nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo a seu favor e esperando você de braços abertos; abençoando sua vida!
Pense nisso!!

21 comentários:

  1. Muito bom!!!
    Beijo!
    http://tengavolantes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, adorei o texto, é tão bom ter amigos assim! Bjocas e ótima semana!

    ResponderExcluir
  3. Lindo !!!
    Amigos são dádivas de Deus que nos ajuda viver
    e ser feliz.
    Abraços amiga!

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana , passei pra parabenizar seu blog q além de ter receitinhas maravilhosas , é criativo e tem lindas mensagens . Bjsss e uma linda semana abençoada e feliz.

    ResponderExcluir
  5. Lindo o texto! Amigos são verdadeiros tesouros em nossas vidas!

    Bjss e uma maravilhosa semana!

    http://toutlamour.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ana,
    Amei esse texto!
    Muito especial!
    Sobre a pergunta que me fez...não moro perto daquelas cidades, não. Moro no RJ. Viajamos muuitos quilômetros pra conhecer aquelas maravilhas!
    Um beijo e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana que linda mensagem, beijos e uma bela semana.

    ResponderExcluir
  8. Já fazia um tempinho que não conseguia vir aqui. Demorei pra chegar, mais ainda pra sair. Li tanta coisa boa... Receitas, textos para reflexão, coisa de gente sabe? Como diz uma amiga minha "gosto que me enrosco" nesse seu espaço.
    Vou tentar algumas receitinhas como a com o ovomaltine e a torta de gelatina. Parecem fáceis e deliciosas...
    Amigos, ah amigos... Isso é coisa pra se guardar. Não abro mão de minhas amizades, algumas de séculos, outras chegaram faz pouco tempo... Acho importante que minhas filhas e marido também tenham os seus, sem necessidade de serem do coletivo. É bom demais saber que temos amigos.
    Bjks
    Renata http://cercaviva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Belo texto e verdadeiro, Ana!
    Adoroooo bruschetas, sempre faço aqui em casa, estava vendo seus posts passados...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Olá Ana

    Adorei o post e complemento:"mesmo que não estejam muito presentes".
    Saudades de vir te visitar.

    Bjoooooooooo..............
    http://amigadamoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ana querida,
    1º vou te dizer que ADORO as tais bruschettas e depois que o texto é lindo e verdadeiro: amigos são para sempre e para tudo!
    Beijos carinhosos,
    Nena.
    www.coracaodanena.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Angela Laprovitera23 de ago de 2011 08:01:00

    Aninha, que texto especial,amiga.Além da dica excelente que o texto traz, senti-me incluida, modéstia a parte, como sua amiga neste momento de nossas vidas. Não nunca nos sentiremos só. Eu te amo muito, preciso ressalta isto, hoje e agora.É bom a gente ler , sentir e ver como realmente acontece o que o autor descreve. Bem dito. Beijos

    ResponderExcluir
  13. Angela Laprovitera23 de ago de 2011 08:03:00

    Gente, desculpem os pequenos erros de digitação acima...rs é a pressa. Mas a idéia está bem explícitada,né? Bjs

    ResponderExcluir
  14. Lindo isso, Ana!
    Valorizo muito uma amizde verdadeira, mas nunca tinha pensado dessa maneira, e vejo que é a mais pura verdade.
    bjs amiga
    Deus te abnçoe
    Tina (SONHAR E REALIZAR)

    ResponderExcluir
  15. Oi Ana, esses dias lí e concordei, que os verdadeiro amigos estão perto de vc mesmo que vc nao os veja sempre. Mas qdo os vê, a alegria é igual a do começo da amizade.Não há uma quebra por nao estarem se vendo frequantemente.
    Beijinho e boa semana.

    ResponderExcluir
  16. Oi Aninha, eu já conhecia, mas é sempre bom relembrar, pura verdade!!!
    abraços!!!

    ResponderExcluir
  17. olá obrigada pela visita amiga e pelo comentario sobre os buques achei a ideia muito boa alem de voce mesma fazer os buques ainda pode saborea-los depois.e uma ideia diferente vamos ver se essa moda pega.

    ResponderExcluir
  18. Oi Ana
    Bacana o texto e o ensinamento.
    Um amigo de verdade é um tesouro, ainda que o tempo, a vida os mantenham afastados.
    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Anamaria, essa foi sua última postagem? Mas chegou alguma coisa de um almoço com carneiro, lá no email. Tá tudo confuso.
    Tô indo para consulta com Ortopedista lindo.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!
Deixe aqui seu comentário ou entre em contato comigo pelo e-mail bragamaral@uol.com.br.
Agradeço, Ana Maria