Google+ Followers

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Um laço





Eu nunca tinha reparado como é curioso
um laço... Uma fita... Dando voltas.
Enrosca-se, mas não se embola. Vira, revira, circula e
pronto: está dado o laço.
É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso
cercado de braço.
É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo,
no vestido, em qualquer coisa onde o faço.
E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai
escorregando...
Devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.
Ah, então, é assim o amor, a amizade.
Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer
a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.
Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os
laços.
E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita,
sem perder nenhum pedaço.
Então o amor e a amizade são isso...
Não prendem, não escravizam, não apertam, não
sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser laço, já não
é nenhum abraço.

Do poeta e escritor gaúcho Mário Quintana.



17 comentários:

  1. Amo...por isso que penso que temos que criar laços com as pessoas,eles são mais bonitos e mais verdadeiros.
    Bjinhus bem carinhosos.

    ResponderExcluir
  2. Laços são amorosos, mas sempre damos uns nós! kkk
    bjss

    ResponderExcluir
  3. Mario Quintana tem coisas escritas muito interessantes.
    Ele é uma excessão para mim que nao gosto de poesias.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana
    Muito lindo o texto, tenho aprendido nos últimos anos a criar laços de amizade, de companheirismo, sem contudo transformá-los em nós.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. O pior é quando o laço não se desfaz e vira um nó cego... aí vira panos pra manga...

    ResponderExcluir
  6. ... Mas a manga também tem o seu sabor gostoso...

    ResponderExcluir
  7. chupar mnga com casca e tudo, é uma delicia... tanto como dar outro laço desfeito... tudo tem o seu valôr...

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana, não conhecia esse poema ele é encantador.
    Bjos.
    Silvia.

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia, mas é assim mesmo que acontece com muitas amizades!! Bjs. Sandra

    ResponderExcluir
  10. Lindo poema, ele sempre fez comparações maravilhosas. Obrigada por compartilhar essa preciosidade.
    Tenha um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Maravilhoso,Ana Maria,começar o sábado assim com um laço tão lindo, obrigada pelo carinho e amizade, já nos conhecemos há praticamente dois anos e você é importante prá mim, bjos, um lindo sábado prá ti.

    ResponderExcluir
  12. Oi ana,
    Já conhecia, mas amei reler! É lindo!
    Tenha um ótimo final de semana!
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderExcluir
  13. Passando para te desejar uma boa semana!! Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
  14. Olá Ana!
    Vim conhecer e fui recebida pelo laço, e nunca pensei na estória do laço. Gostei muito do seu blog, quero voltar, estou aseguir, posso? Me visita também, será um prazer! Beijinhos e uma boa semana...Nina

    ResponderExcluir
  15. Ah! Volto para um trelelê....mais beijinhos....

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!
Deixe aqui seu comentário ou entre em contato comigo pelo e-mail bragamaral@uol.com.br.
Agradeço, Ana Maria