Google+ Followers

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Pudim

P U D I M (Marta Medeiros)

Não há nada que me deixe mais frustrada
do que pedir Pudim de sobremesa,
contar os minutos até ele chegar
e aí ver o garçom colocar na minha frente
um pedacinho minúsculo do meu pudim preferido.
Um só.

O PUDIM é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.

A vida anda cheia de meias porções,de prazeres meia-boca,de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come pouco.Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.

Conquista a chamada liberdade sexual,mas tem que fingir que é difícil
(a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de 'fácil').

Adora tomar um banho demorado,mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta.

Quer beijar aquele cara 20 anos mais novo,mas tem medo de fazer papel ridículo.

Tem vontade de ficar em casa vendo um DVD,esparramada no sofá,mas se obriga a ir malhar.
E por aí vai.

Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar',tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...

Um dia a gente cria juízo.
Um dia.
Não tem que ser agora.

Por isso, garçom, por favor, me traga:
um pudim inteiro
um sofá pra eu ver 10 episódios do 'Law and Order',
uma caixa de trufas bem macias
e o Richard Gere, nu, embrulhado pra presente.
Não necessariamente nessa ordem.

Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago.

_._

“Há noites que eu não posso dormir de remorso por tudo o que eu deixei de cometer.”

(Mário Quintana)

17 comentários:

  1. Olá Ana

    FANTÁSTICO!!!!!

    Bjooooooooooo.....................
    www.amigadamoda1.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a postagem...sempre é muito bom passar por aqui bjsssssssss

    ResponderExcluir
  3. Adorei! A Marta Medeiros é ótima!!!

    Bjss querida e uma maravilhosa quarta!

    http://toutlamour.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana,
    Adorei a crônica, mas tenho que confessar que tem 2 motivos pelos quais me sinto culpada: qdo como demais ou qdo compro demais. Culpada ou não, vivo fazendo isto!
    Beijos 1000 e um meio de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  5. Que MARAVILHA!!!
    É preciso bom humor, vontade de viver e muita disposição.
    Estou cansada do:
    O que é bom, engorda, ou acaba depressa, ou é pecado!
    Um grande beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  6. Adorei chegar aqui e encontrar algo animador e perfeito, como disse a postagem acima: mas é bom, engorda, ou acaba depressa, ou é pecado!
    Estou visitando, convido a conhecer meu outro blog
    A vida simplesmente como ela se aparesenta.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Ana querida, que must este post, amei mil vezes, precisava ler algo assim hoje, depois a gente vê o estrago, ehhe, bjinhos, um bom dia, obrigada pelo alto astral.

    ResponderExcluir
  8. Fantástico o texto, amiga!!!
    É a pura verdade!
    Amei!
    Beijo!
    http://tengavolantes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana
    Quando vi o título da matéria, achei que voc^iria nos deixar uma deliciosa recieta de pudim.
    Mas ao invés disto no deixou este belo texto da Martha Medeiros.
    Bjo e boa noite.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ana,
    Que post delicioso!!! Me embebi dessas palavras e me diverti demais com o conteúdo!rs!
    Beijos e ótimo fds!

    ResponderExcluir
  11. Ana , nada como uma receita de mulher normal, rs, é a pura realidade, Martha Medeiros amo de paixão.....bjks....bom final de semana.....Gil

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana!
    Não conhecia este texto expetacular da Martha Medeiros... Amei ter lido isso hoje!!!
    Tem hora que a gente quer "chutar o balde", e nem que seja em pensamento para fazer tudo o que a Martha sugeriu seria óóóótimo, rsrs!!!!!
    Bjsss e um lindo fim de semana com sol (aqui só calor e chuva, aff...)

    ResponderExcluir
  13. Ana querida, obrigada de coração pelas tão gentis e amorosas palavras, viu?
    Tbm amei te conhecer.
    O texto faz o maior sentido, a gente deixa de fazer tanta coisa...
    A liz está conhecendo a praia com a família e eu estou aqui só na saudade. Levo minhas netas pra todo canto que vou, o Xuxu tbm, hehehe...
    Só a Raquelzinha(12 anos), que paga p ficar em casa. Hj estamos nós duas aqui, uma em cada note, na minha cama,hehehe...Plena sexta-feira! (Marido está trabalhando).
    Bjs e bom final de semana,
    Nena.
    www.coracaodanena.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, que bom ver mais um blog de uma conterrãnea! Também moro em FortalezA, e gostei muito do seu blog.
    Ana

    ResponderExcluir
  15. Ao contrario de Mário Quintana eu ia morrer de remorso, se fizesse algumas coisas que até tive vontade, na vida.
    A foto de longe foi feita por Érica. E a mãe dela(risos) até agradece.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Ana Maria, estou eu aqui novamente, obrigada por visitar meu cantinho, aproveito para dizer que sou sua conterrãnea. Estou indo passar o Ano Novo ai em Fortaleza viajo dia 28, marquei com Lucia Bezerra uma outra amiga do blog que mora ai. Vou ficar em um Hotel na Beira Mar. Quem sabe nao marcamos no Hotel para um TRELELÊ.
    Uma semana de muita luz!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!
Deixe aqui seu comentário ou entre em contato comigo pelo e-mail bragamaral@uol.com.br.
Agradeço, Ana Maria