Google+ Followers

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Reflexão.

Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra nós que amor não é acionado, nem chega com hora marcada. Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada dois em um: duas pessoas pensando igual, agindo igual, que era isso que funcionava. Não nos contaram que isso tem nome: anulação. Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter ... uma relação saudável.

Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos fora de hora devem ser reprimidos. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto. Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade. Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas, são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas. Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém !!

12 comentários:

  1. OI Ana Maria
    Este texto é excelente, traduz uma verdade que há muito tempo deixou de ser.
    Bjos e bom dia

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana,
    Amei o texto! Eu sempre fui alguém que nunca coube bem na forma, desde o dia em que eu nasci, e o texto caiu em cima. aprendi a ser feliz na porrada, até ver que não adiantava querer ser igual a todos se vc não é.
    Bjkas e um ótimo dia para vc.

    http://gostodistonew.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Uma palavra sua é sempre boa, bem vinda, gostoso....um texto, acolhe, conforta, dá aconchego, por isso gosto daqui.....bjks...Gil

    ResponderExcluir
  4. Ana querida, eu demorei um bocado, mas descobri um amor imenso por eu mesma, isso me libertou.
    Belo texto!
    bEIJOS CARINHOSOS,
    nENA
    WWW.CORACAODANENA.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
  5. Ana querida, passo para te deixar mais beijos e agradecer sua companhia no chá.
    Nena.

    ResponderExcluir
  6. Ana,

    Semana passadaestava aq numa correria e ainda com a minha avó adoentadaque nem tive tempo de passar pelos blogs amigos...
    Esse seu post é muito bom, pq faz a gente pensar.

    Bjão

    ResponderExcluir
  7. Olá Ana

    Belíssima reflexão...
    Quanto a melhor época do ano que faz menos frio em Curitiba?!?!?! Costumamamos dizer que o calor por aqui costuma cair num Domingo, eheheh...
    Bem se lever sorte talvez Janeiro ou Fevereiro!

    Bjo

    ResponderExcluir
  8. BOM PARA REFLETIR ,MAS EU ME AMO ANTES DE QUALQUER COISA!!! RSRSRS

    ResponderExcluir
  9. Bela mensagem!!!!
    eu mesma só me amei depois dos 30....
    obrigada pelos recadinhos carinhosos e por estar sempre presente no meu Kantinho.
    abraços!

    ResponderExcluir
  10. Boa idéia Ana, pensarei nisso no próximo ano pois neste estou sem tempo pra nada.
    Bjo!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Volte sempre!
Deixe aqui seu comentário ou entre em contato comigo pelo e-mail bragamaral@uol.com.br.
Agradeço, Ana Maria