Google+ Followers

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Sobremesa de banana

Esta receita era feita na casa da minha mãe. Até hj acho muito gostosa.
E é fácil de fazer.

Vejam os ingredientes:

Doce
8 bananas;
1 xícara (chá) de açúcar;
1/2 xícara (chá) de água.

Creme
1 lata de leite condensado;
1 lata de leite comum;
3 gemas;
2 colheres (sopa) maizena.

Suspiro
3 claras;
3 colheres (sopa) açúcar.

Modo de fazer:
Leve ao fogo o açúcar até dourar. Junte a água e mexa até derreter. Coloque as bananas e deixe cozinhar até dourar, mas sem desmanchar. Ponha num pirex.

Leve ao fogo os ingredientes do creme até engrossar e coloque sobre as bananas.
Bata as claras em neve depois ponha o açúcar e coloque sobre o creme do leite condensado.
Leve ao forno para corar por 15 minutos. Sirva à seu gosto: morno ou gelado.

 

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Convite inesperado

Um convite inesperado da irmã, para fazer um lanche na casa dela, depois do trabalho, é sempre muito bom. Dificilmente, recuso.
É mais uma oportunidade de boas conversas e muitos risos.
Assuntos nunca faltam e sempre são encontros com muita alegria.
Saio sempre muito mais feliz.
 
 
 
 Papo bom e coisas gostosas assim, dá para recusar?
Nunquinha!! rs.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Reforma na minha cozinha

Meu prédio já tem 22 anos de construído e só há pouco tempo, uma parede da cozinha soltou o revestimento.
Resolvi fazer uma reforma geral.
Contratei uma arquiteta para o projeto. Hoje não faço nada sem este profissional.

Atualmente, estamos na fase da execução.
Todo revestimento antigo foi abaixo.
Ontem, o bombeiro, sem querer, estourou um cano e alagou tudo, inclusive a sala, área do elevador, etc.
Até a síndica desceu para ver o "desastre"....rs.
Uma bagunça só, mas procuro focar sempre no resultado para não me estressar.

Quase todos os dias, tem alguma coisa para comprar. Mas, sei que é assim mesmo.

Amanhã, está programado, começar o assentamento do porcelanato. Paredes e pisos terá o mesmo revestimento.
Estou apostando que ficará tudo bonito.
Por enquanto está mais ou menos assim:
 
 
 

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Cocada de forno

Quer uma sobremesa simples, rápida e gostosa? Então, está aqui uma idéia: cocada de forno.
Dá para fazer num piscar de olhos. Vejam.


Ingredientes:

1 pacote de 100 gr. de coco ralado

1 vidro de 200 ml. de leite de coco

Deixar de molho por 40 minutos.


Acrescentar ½ quilo de açúcar, mais 3 ovos inteiros mexidos e 1 colher de sobremesa de manteiga. Mistura tudo, põe num pirex e leva ao forno.

Mais simples do que isso, impossível.



quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Doceville

 
Ontem, depois do almoço, sai com duas irmãs, minha filha e ficamos vendo novidades pelas lojas, perto de casa.
Terminamos a tarde numa pâtisserie chamada Doceville.
Lojinha super aconchegante. Linda a decoração e as donas, Cristiana e Manuela (mãe e filha) super simpáticas. As duas fizeram cursos em Paris nas escolas Cordon Bleu, Alain Ducasse e Lenôtre e se inspiraram na beleza dos cafés e bistrôs franceses.
Não poderíamos sair de lá sem provar as coisas deliciosas!
Valeu a pena, pois são ma-ra-vi-lho-sas!!!
Saímos encantadas e por isso quero compartilhar este local.
 
As simpáticas donas do Doceville 
 
 
 
 
 

 
 

 
 
 
 
 


 
Até o toalete é gracioso!! Vejam, abaixo. 

 


Doceville – Pâtisserie
Rua - Joaquim Siqueira, 64. Aldeota. Bem pertinho do Del Paseo. Fortaleza-CE
Telefones: 3046 7777
No facebook: amodoceville


segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Eu desejo.....


Desejo a você…
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel…
E muito carinho meu

Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

A casa de cada um.


Muito sábio este texto de  Walcyr  Carrasco. Vale a pena ler até o final e fazer uma reflexão.


"Nesta época, gosto de tratar da vida. Dou a roupa que não uso mais. Livros que não pretendo reler. Envio caixas para bibliotecas. Ou abandono um volume em um shopping ou café, com uma mensagem: "Leia e passe para frente!".
Tento avaliar meus atos através de uma perspectiva maior.

Penso na história dos Três Porquinhos. Cada um construiu sua casa. Duas, o Lobo derrubou facilmente. Mas a terceira resistiu porque era sólida. 
Em minha opinião, contos infantis possuem grande sabedoria, além da história propriamente dita. Gosto desse especialmente.



Imagino que a vida de cada um seja semelhante a uma casa. Frágil ou sólida, depende de como é construída. 
Muita gente se aproxima de mim e diz: Eu tenho um sonho, quero torná-lo realidade! Estremeço.
Freqüentemente, o sonho é bonito, tanto como uma casa bem pintada. Mas sem alicerces. As paredes racham, a casa cai repentinamente, e a pessoa fica só com entulho. Lamenta-se. 


Diariamente sou procurado por alguém que sonha em ser ator ou atriz sem nunca ter estudado ou feito teatro. 

Como é possível jogar todas as fichas em uma profissão que nem se conhece?
Há quem largue tudo por uma paixão. Um amigo abandonou mulher e filho recém-nascido. A nova paixão durou até a noite na qual, no apartamento do 10º andar, a moça afirmou que podia voar. Deixa de brincadeira , ele respondeu. Eu sei voar, sim! rebateu ela.
Abriu os braços, pronta para saltar da janela. Ele a segurou. Gritou por socorro. Quase despencaram. 
Foi viver sozinho com um gato, lembrando-se dos bons tempos da vida doméstica, do filho, da harmonia perdida!
Algumas pessoas se preocupam só com os alicerces. Dedicam-se à vida material. Quando venta, não têm paredes para se proteger. Outras não colocam portas. Qualquer um entra na vida delas. 
 
Tenho um amigo que não sabe dizer não (a palavra não é tão mágica quanto uma porta blindada). Empresta seu dinheiro e nunca recebe. Namora mulheres problemáticas. Vive cercado de pessoas que sugam
 suas energias como autênticos vampiros emocionais. Outro dia lhe perguntei: Por que deixa tanta gente ruim se aproximar de você?
Garante que no próximo ano será diferente. Nada mudará enquanto não consertar a casa de sua vida.

Certa vez uma amiga conseguiu vender um terreno valioso recebido em herança. Comentei:
Agora você pode comprar um apartamento para morar.
Preferiu alugar uma mansão. Mobiliou. Durante meses morou como uma rainha. Quase um ano depois, já não tinha dinheiro para botar um bife na mesa!

Aproveito as festas de fim de ano para examinar a casa que construí. Alguma parede rachou porque tomei uma atitude contra meus princípios?
Deixei alguma telha quebrada?
Há um assunto pendente me incomodando como uma goteira?
Minha porta tem uma chave para ser bem fechada quando preciso, mas também para ser aberta quando vierem as pessoas que amo?

É um bom momento para decidir o que consertar. Para mudar alguma coisa e tornar a casa mais agradável.
Sou envolvido por um sentimento muito especial.
Ao longo dos anos, cada pessoa constrói sua casa.
O bom é que sempre se pode reformar, arrumar, decorar!
E na eterna oportunidade de recomeçar reside a grande beleza de ser o arquiteto da própria vida".


segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Meu domingo

Tirei a manhã do domingo para organizar algumas coisas dentro de casa, que só a gente acha que faz bem.

Comecei arrumando o armário onde ficam minhas bolsas, depois parti para as bijus, em seguida a gaveta de calcinhas e depois a mesinha de cabeceira.

Nessa hora a gente vê como se junta coisa sem necessidade!!
Muita coisa vai mesmo para o lixo e outras, para doações.
Estou com 3 sacolas de doações esperando a hora de irem para seus destinos. Não me servem, mas farão a alegria de outras pessoas.

Depois disso, partir para minha sala para guardar tudo da decoração de Natal.
Ufa, quanto trabalho! Quantos enfeites!
Ajuda ? Nenhuma. Fiz tudo só.
Agora é esperar o próximo Natal.






quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Meu Natal

Não preciso dizer aqui o quanto gosto do Natal.
Dos preparativos, do encontro com todos, das comidas... das brincadeiras, enfim, de tudo.
De um tempo para cá fazemos a festa na casa de uma irmã, por ser o ambiente maior e mais confortável.
Tirei algumas fotos para mostrar aqui.

 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
Esqueci de tirar fotos das sobremesas.